sábado

Origens: Escola Estadual "Professor Soares Ferreira"

A Escola Estadual "Professor Soares Ferreira" foi criada em 1890, com o nome de Gymnásio Mineiro, tendo por modelo o Ginásio Nacional, hoje Dom Pedro II, no Rio de Janeiro.
A criação do estabelecimento se deu em 1º de dezembro de 1890, pelo Decreto Estadual nº 260, assinado pelo então governador, Dr. Crispim Jacques Bias Fortes. Seu objetivo era preparar a mocidade para a matrícula em academias e cursos superiores da República.
A escolha de Barbacena para a sede do internato ocorreu devido, à oferta do prédio, mobilia e terrenos anexados pela Sociedade Mineira, com a cláusula de se fundar e manter aqui uma casa de ensino. Entre os diretores responsáveis por esse ato, destacamos: Visconde de Carandaí (Belizário Augusto de Oliveira), Dr. Antônio Carlos Ribeiro de Andrada, Dr. Artur Carneiro de Machado, Dr. Virgílio Martins de Melo Franco e o Major Francisco de Paula Vaz.
Dr. Virgílio tornou-se o primeiro reitor do Gymnásio Mineiro instalado no prédio onde, anteriormente funcionara o Colégio Providência e o Colégio Abílio do Barão de Macaúbas, atual Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAr).

Em novembro de 1903, criou-se um Curso Primário anexo ao internato e a partir de setembro de 1910, manteve-se um externato, mas só para filhos de famílias residentes em Barbacena.
Em janeiro de 1938, Decreto-Lei nº 64 suprime o internato, continuando o externato até 17de março de 1943, quando o Decreto-Lei nº11941, do presidente da República, Dr. Getúlio Vargas, autoriza o funcionamento do Gymnásio Mineiro, como Colégio Estadual de Barbacena.

Em 14 de fevereiro de 1949, suas dependências foram cedidas ao Governo Federal para a instalação da Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAr). O Colégio passa, então, a atender na Praça Conde de Prados, nº 64, por gentileza do Sr. Chaquib Itar Sad, proprietário do prédio (hoje demolido).
Em, 1959, na administração do governador José Francisco Bias Fortes, foi construído e inaugurado o edifício da Rua Baronesa Maria Rosa, nº 130, onde funciona a escola até os nossos dias atuais. O projeto foi do engenheiro Dr. Rafael Hardy Filho e a construção, do engenheiro Dr. Alberto Bouchardet Filho.
Em novembro de 1959, pela Lei Estadual nº 1995, recebe a denominação de Colégio Estadual Professor Soares Ferreira, primeiro grande escritor do município de Barbacena.
Pela Resolução 810/74, publicada no Minas Gerais de 6 de julho de 1974, o Colégio passou à demonição de Escola Estadual Professor Soares Ferreira, de 1º e 2º graus, assim conhecida até hoje, carinhosamente chamada por seus alunos e ex-alunos de "Estadual".


14 comentários:

Valeska Magierek disse...

Entrei para o Colégio Estadual em 1987 e até hoje o tenho como aminha escola do coração. Tenho saudades daquele tempo, em que a rigidez tanto no processo de seleção quanto na permanência nele, faziam a diferença de seus alunos.
Hoje fica a lembrança de tempos felizes e de muito estudo!
Abraço aos colegas e professores!

Antonio Carlos disse...

Entrei no Estadual em 1987. De imediato fiquei impressionado com a disciplina e organização da escola. Lá me deram o apelido de Brazília. Até hoje falo da escola com muito carinho e respeito. Sinto mesmo muita saudade. Voltei pra Brasília e metornei professor. Certamente, o Estadual influenciou nessa minha escolha!!!

Roberto Marcio disse...

Ola
Tive o prazer de estudar no Estadual nos anos de 69 a 71,fui jubilado, se lembra dessa palavra da epoca.
Otimos professores Arnaldo, Otavio Ribeiro,F. Victor, D. Virginia, e cia, era ensino de primeiro mundo,e nao aproveitei a oportunidade, mas valeu. . .

Anônimo disse...

ex companheiros do Colegio Estadual:
Regina Amarelin, Vania Calvi, Elizabeth Paulucci, Homero Goiatà, Paulo Renato Justen, Odirley Rangel, Getulio...Barbosa,Paulo Rogero G..., Maria Amelia, Marcos Antonio Quintao, Francisco Abranches, Marcio Ney Grossi, Marcelo Ribeiro, Ernesto Mourão,Roberto Neiva, Eduardo Gorini, Paulo Fernando Feres, Marco Tulio q residia na R Cesario Alvim, etc..., bons tempos.

Anônimo disse...

vc que foi bagunceiro do Colegio Estadual tem saudade da sala 14 ??
Lembra das bombas q estouravam nos banheiros apos o recreio ??
Beto dinamite ??

ANTONIO CAMARGO disse...

FUI SARGENTO DO EXÉRCITO, HOJE SOU DENTISTA E VIVO EM SÃO PAULO NO BAIRRO BUTANTÃ. ESTUDEI NO COLÉGIO ESTADUAL DESDE A 5 SÉRIE, NESTA SÉRIE TIVE AULA COM UM ESTUDANTE DE MEDICINA, ELE ERA PROF DE MATEMÁTICA; CONFESSO TER SIDO MINHA SÉRIE MAIS DIFÍCIL. TENHO SAUDADES DO PROF HÉLIO SANTIAGO- ELE TINHA UM DILEMA: RECUPERAÇÃO COMIGO É BOMBA!! ACHAVA ISTO MUITO BACANA PORQUE OBRIGAVA A TODOS NÓS TER MAIS RESPONSABILIDADE. PRA MIM FOI O MELHOR PROFESSOR DO COLÉGIO ESTADUAL. ELE ERA BIÓLOGO. AMEI AQUELE COLÉGIO E AINDA AMO. PENA QUE O ENSINO FOI JAGO ÀS TRAÇAS. UM BEIJO E UM ABRAÇO A TODOS OS INTEGRANTES DAQUELE CORPO DOCENTE DA ÉPOCA. AH!! ELE TINHA UM CHEVETTE VERDE KKK MEU NOME É: ANTONIO MARCOS CHAGAS

Marilene disse...

Gostaria de entrar em contato com um dos fundadores do Blogger. Assunto : primeiros professores da Escola. Tenho interesse e informações sobre um deles. Leninha126@yahoo.com.br
agradeço

Carlos Rodrigo Oliveira de Almeida disse...

Estudei no Estadual de 83 a 90. Melhor época da minha vida, e acho que a de todos que passaram por lá. Era da turma dos 100 anos do colégio, na turma do 3.3. Lembro com carinho de vários professores, como a Vera Cobra, a Consolação, Dna Dúlce, Hélio Santiago e vários outros. Moro em Brasilia desde novembro de 91, onde fui Bancário e hoje sou Policial militar, tenho vários cursos na área operacional, onde cito o Patrulhamento em Área de Alto Risco(BOPE/RJ) Aplicações Táticas(Bope/RJ) Paraquedismo(PMDF) ROTAM(PMDF), Tripulante Operacional de Aeronaves(PMDF) entre varios outros. A 4 anos estou a disposição da Força Nacional de Segurança Pública, atuando em área de fronteira combatendo o trafico de drogas e armas... Me formei em direito na UNIP em 2002, hoje sou casado e tenho uma filho. Lembro com carinho de amigos eternos, como o Sergio, que hoje deve ser Major da PMMG, da Alexssandra, das partidas disputadas pela seleção do Estadual e Barbacenense de basquete. A saudade é grande.
Um enorme abraço a todos.

Carlos Rodrigo Oliveira de Almeida
ST ROTAM/PMDF/FNSP

Para que o mal prevaleça basta os homens de bem nada fazer!

Mariza Maria Roman Guerra disse...

Estudei no Col.Est.Prof.Soares Ferreira de l962 a l968 (curos ginasial e colegial. Este colégio foi parte importante em tudo que consegui em minha vida. Nesta época o ensino era de primeira qualidade. Meus queridos e saudosos mestres: Prof. João Anastácio, prof. Duque Estrada, Prof. Clodaldo, prof. Conegundes, prof. João Batista, prof. Machado,prof. Eugênio (Ingles) que foi paraninfo da minha turma de ginásio. Prof.Camargo. Quanta saudade! Também dos func. de apôio: sr. João Medalhão (não permitia a entrada se faltasse um detalhe do uniforme; sr. Odilon que carimbava diariamente as cadernetas de todos os alunos (vermelhas do Ginásio e verdes do Colegial). Quanto trabalho. Saudades dos colegas. A gente era FELIZ e não sabia. Mariza Maria Roman Guerra. Em 17.10/2011.

Maria Lúcia disse...

Estudei o 1º e 2 º ginasial em 1966 e 1967, turma B. Não lembro do nome dos professores, mas o de Portugês não esqueço , prof Enós e o de educação física o Dalton, ficávamos marchando quase o ano todo para o desfile de 7 de setembro e tome flexão para os meninos que erravam a formação e polichinelo para as meninas. Bons tempos.

Maria Lúcia

Daany Souza disse...

O saaaaaaaaaaudade que eu tenho do estaaduaal.. 3°4 ETERNA!

Anônimo disse...

Estudei de 1982 até 1988; como atleta ganhei tudo o que era possível na minha época. Nossos torneios no Ginásio Sílvio Raso ficaram marcados por nosso time: Júlio (Starkk), Flávio(CIC), Zé Ricardo(Médico), Mário(Dentista), Piva (Médico).Éramos como irmãos.
Abraço a todos.

Anônimo disse...

tive o prazer de estudar nessa escola maravilhosa.

Luiz Gonzaga Martins disse...

Entrei para o Estadual em 1968. Muitas saudades daquele tempo. Professores como Nilsa, Manhães, welfany, Leda, apenas para citar alguns, despertaram em nós o desejo do saber. Um abraço a todos.